Páginas

sábado, 7 de agosto de 2010

Infinito...

Por Michelle Ferreira


"Não importa quanto vá durar - é infinito agora..."

- Caio F. Abreu -

Tantas coisas acabam todos os dias para todos...
Engraçado é que isso incomoda tanto quanto não faz nenhuma diferença. 
São fins e recomeços, idas e vindas, um acervo de sins e nãos que fazem da vida um eterno enigma. Afinal, de que servem as certezas que descobrimos com tanta ousadia e as possuímos com tanta voracidade? Minha ideologia faz achar que até nossas certezas são incompletas. Nesse mundo haverá sempre uma contradição em tudo. Há regras mas, nenhuma exceção. Isso porque nada é absoluto. Nem mesmo as certezas. Daí a razão de tantos fins e recomeços... Daí o efeito sanfona incorporado na composição da vida... E dessa forma, caros amigos, podemos estar certos de que até mesmo o fim é assim, infinito e incompleto. Ou nada recomeçaria.

 

2 comentários:

  1. É verdade, Michelle. Nunca começaria. Gostei!

    ResponderExcluir
  2. Né?! tudo é assim, Infinito. Após todo fim, há sempre um RECOMEÇO!! **

    ResponderExcluir